quarta-feira, 25 de maio de 2011

Quando o coração desperta

Poderia, é claro, não ser nada disso se alguém não tivesse mostrado você pra mim, se a gente não tivesse conversado como amigos que se conhecem há muito, se a gente não tivesse se identificado instantanea e rapidamente desde o primeiro momento. Poderia não ter importância, não ter significado, não ser quase nada se a gente tivesse encerrado todo assunto no segundo ou terceiro email trocado. Poderia ter passado batido, ter caído no mais absoluto esquecimento, poderia ser só mais uma daquelas histórias de que a gente ouve falar se não tivesse trazido essa sensação de pertencimento e perenidade na vida. Poderia não ser nada demais se não fosse você e se não fosse eu. Se não fosse esse olhar de gente do bem, de coração bom, de gente que abraça com a alma. Se não fosse esse sorriso que ilumina os ambientes e aquece o coração. Se não fosse o seu nome ocupando espaços escondidos da minha mente, se espalhando pelos cantos do meu pensamento e adoçando minha boca. Poderia ser qualquer coisa, se não fosse seu jeito manso de falar, seu jeito profundo de olhar, seu talento para me desvendar. Poderia mesmo não ser nada disso, se em algum momento, qualquer deles, você não tivesse sido exatamente quem você é. Poderia fazer qualquer coisa, poderia ser o mundo todo, mas foi você, fomos nós dois e foi desse jeito. E então, foram inúteis e vãs todas as tentativas de esconder o que é, de aplacar o que transbordava, de conter o deslumbre. E então, todas tolas as vezes em que se quis disfarçar, omitir, sublimar. Muito boba a tentativa consciente e orientada de não ser amarrado por esse sentimento. E então, a gente entende, entendemos todos, que de nada vale a razão quando é o coração que desperta.

 

(Thais Racnela)

 

4 comentários:

Isabelle disse...

Não conheço essa autora, mas o texto é super verdade, de que cada pessoa é única no nosso coração.

Mirys + Guigo + Nina disse...

Clap, clap, clap para a Thais!

E para você, que a descobriu e trouxe esse texto incrível para nós!

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Moni S. disse...

Que texto liiiiiiiiiiiindo!
Todo mundo já pode se identificar com ele? Pode, né?
Lindo demais! Quem é a autora?
Beijo.

Moni S. disse...

Que texto lindo!
Todo mundo já pode se identificar com ele? Pode, né?
Quem é a autora?
Amei!
Beijo.