terça-feira, 12 de junho de 2012

Pra você



"Liberdade na vida é ter um amor pra se prender. A gente reclama muito da dependência, mas como é maravilhosa a dependência, confiar no outro, confiar no outro a ponto de não somente repartir a memória, mas repartir as fantasias. Confiar no outro a ponto de esquecer quem se foi assim que o outro esteja junto, é talvez chegar em casa e contar seu dia e só sentir que teve um dia quando a gente conta como foi. É como se o ouvido da outra pessoa fosse nossos olhos. Amar é uma confissão. Amar é justamente quando um sussurro funciona melhor que um grito. Amar é não ter vergonha de nossas dúvidas, é falar uma bobagem e ainda se sentir importante. É lavar louça e nunca estar sozinho. É arrumar a cama e nunca estar sozinho. É aquela vontade danada de andar de mãos dadas durante o dia e de pés dados durante a noite." (Fabrício Carpinejar)


É meio místico e um tanto quanto surpreendente, mas eu antevi. Eu sabia que você viria. Eu sabia da força que a sua vinda causaria na minha vida, eu sabia da mudança e da transformação que me aguardavam num futuro que eu antecipava. Pode parecer bobo, clichê, juvenil até, mas eu pressenti a sua chegada e a simples possibilidade dela acontecer era paz no meu coração, era alívio no peso que carregava, era analgesia nas dores que me impediam de respirar profundo. A verdade indiscutível é que eu senti que haveria alguém como você.

Eu sabia que você chegaria e que, depois disso, os meus rumos, as minhas escolhas, os meus caminhos estariam irremediavelmente atrelados aos seus. Eu sabia disso com uma certeza que me perturbava, mas eu sabia. Quando eu comentava, na minha rodinha de amigas, em meio a pizza e vinho, das minhas certezas, das minhas convicções, elas me olhavam com cara de espanto e incredulidade. Muitas disseram que eu poderia estar certa, mas que você não era esse alguém de quem eu falava. Eu sabia! Dentro de mim havia essa esperança que não convalescia, havia um pressentimento inarredável, havia a cer-te-za, enfim. Nem sei como explicar e coisas assim não são explicáveis. 

Você chegou até mim e era como se eu já te esperasse há muito, muito tempo. Quando as coisas começaram a acontecer realmente, elas já tinham acontecido dentro de mim. Quando nos conhecemos, foi como se eu tivesse sobrevivido ao pior de todos os vendavais justamente para esse encontro acontecer. Eu vi seus olhos de medo, de espanto, de dúvida. Eu vi sua confusão interna, sua resistência, sua inquietude ante as coisas que revolviam dentro de você e de mim. Eu vi seus pés atrás diante dessa entrega, desse encontro, desse amor. Para mim, era tudo tão familiar, it felt like home to me, que caminhamos por um longo período descompassados, em ritmos e tempos diferentes. Eu já tinha você tão dentro de mim, que parecia estranha, intensa, entregue demais. Você me olhava com olhos lúcidos, calmos, temperados e eu olhava para você como o caminho, o futuro que eu esperava encontrar e com a urgência dos que sabem que NÃO temos todo tempo do mundo.

Que bom que nos encontramos e que, do nosso caminhar em uníssono, se fez uma música audível e bonita de viver e de ouvir. Que bom que não exitamos diante de tantos apesares e de todos os pesares que enfrentamos e carregamos conosco. Que bom que você existe e que é você, desse jeito exato, desse jeito que é só seu e que é meu. Você não sabia, mas eu sabia faz tempo, como naquelas fases de efeito que as pessoas propagam virtualmente que aquilo que tem de ser tem muita força, eu sabia da força disso tudo que tinha de ser para nós. 

A sua presença em minha vida tem qualquer coisa de mágica, de feitiço, de encatamento, tem muito de ontem, de hoje, de sempre e de para sempre. A sua presença na minha vida ainda me deixa arrepiada com as curvas com que nos deparamos pelo caminho, que nos jogam às vezes para o alto, às vezes para o fundo do poço. A sua presença em minha vida me faz pensar nos desígnios e nos mistérios daquilo que não conhecemos, mas que faz com que nossa vida se misture, se amarre e se encante  com outra vida assim. A sua presença em minha vida faz um sorriso estampar em meu rosto, aquece meu coração, me permite encher os pulmões de ar e flanar pelo mundo com a certeza de que sou alguém para mais alguém.

Sim, é incrível pensar no enigma que cerca esses encontros tão certos entre duas pessoas numa multidão e que faz com que uma antecipe a chegada da outra e sinta, logo depois do encontro, que é como se conhecessem desde sempre. Sua presença me faz pensar em ser melhor, em correr para seu abraço, em cultivar e cuidar do seu/meu/nosso lar/jardim. Sua presença em minha vida fez eu, antes descrente de tudo, voltar a perceber e até entender a mão de Deus naquilo que não nos cabe escolher, apenas aceitar. Sua presença me fez voltar a desejar, a sonhar, a rezar e agradecer ao que vem não sei de onde e acontece nem sei porquê.  Sua presença me fez pensar na oportunidade preciosa e única que é viver um amor, desses que fazem o coração descansar em paz, desses que fazem a vida mudar de rumo e devolvem a sensação de que o caminho certo é esse em que se segue.

É você, só você.
Feliz dia dos namorados! Feliz 7 meses!


12 comentários:

Stranger disse...

Fiquei arrepiada, Cele! Sua linda! =**

Deborah disse...

Lindo amiga! Vcs merecem ser muito felizes!! :***

Deborah disse...

Lindo amiga! Vcs merecem ser muito felizes!! :***

Alana Braga disse...

QUE FELICIDADEEEEE!!!

Que Deus abenções vcs, desejo isso de coração!

Alana Braga

Unknown disse...

Que lindo! Felicidades!

Janaína

Iana disse...

Nossa, que texto legal! Suas palavras transcendem qualquer lugar, sentimento e tempo!
Diva das palavras!
Milhões de felicidades pra vcs, merecem demais!
Bjos

Fatima Vila Nova disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mirys + Guigo + Nina disse...

Concordo com a Fátima.

Bjos, bençãos e muito amor pra vocês 2!!! Pra vocês 6!!!

Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Woltony disse...

Meu querido amor...

Mesmo já tendo enviado para voce o que eu gostaria de ter escrito aqui no dia dos namorados, queria deixar registrado o quanto você é importante na minha vida...
Mesmo não precisando repetir o obvio, queria deixar registrado também o quanto você faz parte do meu dia e o quanto ele é mais bonito porque voce existe.
Enfim, mesmo não precisando falar, passei aqui só para dizer o que já te falo todos os dias...te amo mocinha!!!

Beijos beijos beijos

Isabelle disse...

Saudade de passar por aqui, e aí chego e vejo mais um texto lindo, que transborda felicidade, esperança :)) Lindooo, beijoo!!
Sou sua fã, Cele, rs

Luciane Lacerda disse...

Você deixou de escrever?! não é cobrança... Mas faz um tempão que vc não posta nada... Vida ocupada! Seja feliz!!!

Blog da Chris disse...

Nossa, que surpresa maravilhosa!!!! Eu lia há muito tempo seu blog (desde o outro blog) e o do Woltoni. fiquei triste quando ele parou de escrever. E agora vc´s estão juntos!!!!!!
Que legal! Desejo muitas felicidade aos dois! Vc´s merecem!!!!!!!!!

bjs