quarta-feira, 8 de junho de 2011

Eu não tenho medo de ficar


Eu gosto de quem facilita as coisas, de quem aponta caminhos ao invés de propor emboscadas. Eu sou feliz ao lado de pessoas que vivem sem códigos, que estão disponíveis sem exigir que você decifre nada. O que me faz feliz é leve e, mesmo que o tempo leve, continua dentro de mim. Eu quero andar de mãos dadas com quem sabe que entrelaçar os dedos é mais do que um simples ato que mantém mãos unidas. É uma forma de trocar energia, de dizer: você não se enganou, eu estou aqui. Porque, por mais que os obstáculos nos desafiem, o que realmente permanece costuma vir de quem não tem medo de ficar.

Fernanda Gaona

7 comentários:

Mirys + Guigo + Nina disse...

Meus sais!!!

A parte dos dedos entrelaçados... é bem isso!!! Como não pensei nessa definição, antes???????

Afê! Sensacionsal! De novo!
Obrigada por me apresentar a gente que eu nem conhecia e que escreve tão bem!

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

Anônimo disse...

Que seja leve... É bom se jogar, arriscar e viver, até onde seja leve. Isso é certo! Um beijo.

Anônimo disse...

Amei. Lindo.

Lidiane Dantas

Mirys + Guigo + Nina disse...

Cele, eu sei que você também gosta de fotos, então...

Passando pra avisar... AMANHÃ TEM "10 ON 10", LÁ NO DIÁRIO!!!

http://diariodos3mosqueteiros.blogspot.com/2011/06/amanha-tem-10-on-10-participe.html

Participe, você também, e encontre a beleza em um dia simples da vida (porque ninguém quer fotografar coisas feias, né?).

Bjos e bençãos.
Mirys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com

PS: cadê o post de hoje????

Isabelle disse...

Que não se tenha medo de ficar, jamais!!
Lindo.

Isabelle disse...

Marcele, voltei pra dizer que achei tão lindo e me identifiquei de verdade que até pus no meu "sobre mim" no face, rs.
Como disse a Mirys acima, obrigada por me apresentar autores que não conhecia... :)
Beijos, querida!

Anônimo disse...

Definitivamente lemos as mesmas coisas. :D
Beijao!

Laila