quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

A gente tarda, mas não falha!

Recebi da Mirys (minha irmã que mora longe, irmã de alma e de dor, irmã daquelas que sabe e-xa-ta-ment-te como a gente se sente).

1 - Como escolheu o nome do seu blog?
Há alguns anos, eu vivi uma tempestade justamente no lugar onde eu queria ficar pelo resto da minha vida. O fundo do poço está descrito no blog (www.naoquerooutrolugar.blogspot.com). Criei este blog quando as coisas arrefeceram e o sol surgiu após o dilúvio anterior. (Adoro metáforas...)

2 - Há quanto tempo tem seu blog?
Tenho blogs há muitos anos, desde 2004. O primeiro, o blog rosa, chamava-se "Aberta ao Mundo" e contava histórias de uma menina de 20 e poucos anos e solteira na pista. Depois, em 2006, eu criei o "Não quero merecer outro lugar" para contar todas as transformações por que passou aquela menina para se transformar em mulher-mãe-esposa-profissional. E em janeiro de 2011, surgiu o "Céu azul".

3 - Como você divulga seu blog?
Não divulgo. As pessoas chegam por acaso e tenho alguns leitores fiéis que me acompanham desde o blog rosa. Tive muitos problemas com anônimos e pessoas que acham que sua vida vira uma obra aberta porque você se dedica a contar uma pequena parte dela e do que sente na internet. Então, prefiro nem divulgar. Lê quem quer e, quem lê e vem com energia boa e do bem, é sempre bem vindo. Para os demais, o X no canto superior direito é a serventia da casa.

4 - Quais assuntos têm mais visualização no seu blog?
Não costumo acompanhar nem as visualisações nem o número de visitas, mas percebo que os posts tristes e melancólicos geram mais comentários.

5 - O que motivou você a criar o blog?
Exorcizar meus próprios sentimentos. Escrever é uma forma de racionalizar e eu sou muito racional, embora seja impulsiva. (louca define)

6 - Onde você mora?
Em Fortaleza, mas sonhando "de com força" com o planalto central.

7 - Quais os seus objetivos com o blog?
O blog tem efeito terapêutico pra mim. Portanto, não tenho grandes pretensões além dessa de colocar para fora aquilo que extravaza.

8 - Quais blogs você visita frequentemente?
Tenho uma lista com mais de 50 blogs que visito diariamente. Não vou copiar tudo aqui.

9 - O que te inspira para criar os posts?
A vida louca vida nossa de cada dia

10 - Além do blog, tem alguma outra ocupação? Se sim, quais?
O blog não é uma ocupação nem me sinto mais uma blogueira. Eu sou uma pessoa comum que tem um blog. Mas, em horário comercial, sou advogada em um fundo de pensão.

11 - O que mais gosta de fazer nos finais de semana?
Curtir os meninos e não fazer nada, não ter horário, não ter que absolutamente coisa nenhuma.
 
12 - Gosta de café?
Eu tomo, de manhã, só pra acordar.

13 - Pretende fazer algo, em 2013, para o blog?
Tentar voltar a escrever mais.

4 comentários:

Das coisas que vejo e gosto. disse...

Oi Cele!

Eu lembro estamento o dia que conheci seu blog. Era final de Fevereiro e chovia muito neste dia. Comecei lendo várias postagens e chorava feito louca em todas elas. Estava numa fase meio complicada e seus textos ajudaram muito a nortear meus sentimentos e emoções que naqueles dias estavam confusos.

Desejo muita sorte pra você!

Beijos

Selma

Cristiane Guimarães disse...

Marcele, Acompanho seu blog desde o "não quero merecer outro lugar, mas só neste me apresentei e digo: no dia em que ficou de abrir apenas para poucos. Seus textos refletem muitas coisas doq ue cada um vive e sua forma de colocar seus sentimentos nos toca bastante e o principal: Saber que ainda existem muitas pessoas HUMANAS como vc. Abs.

Jady Costa disse...

Flor vc esta no paraiso... Sai dai não! Hahahahah

Eu moro no planalto central e sonho com Fortaleza! Hahahahahahah

Isabelle Gois disse...

Marcele, :)
Te acompanho sempre desde o não quero merecer outro lugar...Na época li vários posts seguidos e com mutos me senti tocada, emocionada, e em outros chorei como se tivesse sentindo a dor do texto...Isso eu relaciono ao seu jeito espontâneo e quase vivo de escrever. Mesmo não se sentindo mais uma blogueira, nunca deixa que essa pessoa que vc se diz, comum, deixe de escrever!! Um beijo