segunda-feira, 7 de novembro de 2011

As contas

Perdi as contas de quantas vezes eu disse nunca mais e queimei a língua. Perdi as contas das noites mal dormidas, revirando na cama com a cabeça a mil, em busca de soluções para problemas imaginários que pareciam insolúveis e que, meses depois, tornaram-se tão pequenos. Perdi as contas de quantas vezes eu achei que era o fim, o máximo que se poderia esticar a corda da paciência e da esperança, e depois descobri que ainda dava para muito mais. Perdi as contas de quantas vezes as lágrimas caíram aos montes, inundando tudo, achando que perdera o sentido e que a tempestade não teria fim para depois ver uma fresta de céu azul se abrir ao céu. Perdi as contas de quantas vezes eu achei que era um beco e, de repente, uma estrada. Perdi as contas das vezes em que duvidei, em que desacreditei, em que lastimei em vão e pensei ser inútil prosseguir, mas eu segui adiante e ainda estou aqui.

Estou aqui em pé, tentando, me debatendo, persistindo, insistindo e fazendo, a cada segundo, a escolha de encontrar motivos para sorrir no mundo. Estou aqui movida por um amor que devolve a luz e a cor, que restaura a vontade de viver, que inunda alma e coração e faz a gente crer que até as coisas muito ruins podem trazer coisas muito boas. A vida vale a pena mesmo quando ela dá voltas, mesmo quando vira tudo de cabeça pra baixo, mesmo quando a porta é batida na cara. Vale encher o peito e recobrar o ânimo quando a dor envergar a alma porque ali, logo ali, depois daquela curva que impede que enxerguemos o ponto de chegada, encontrar-se-á a razão de tudo e o pote de felicidade. É tudo uma questão de deixar os sentidos guiarem porque é certo de que eles vão encontrar o nosso lugar.

4 comentários:

Isabelle disse...

Perfeito!! A vida dá voltas mesmo e nos surpreende :)
Beijoo

Alê disse...

Emocionante, como sempre. Seguimos, muitas vezes pensando que já era, foi usado o último pedaço de energia, o amor nos devolve o suficiente para prosseguir, até que encontremos forças para mais.
Beijos e mt luz

Izabel Bezerra disse...

Como sempre me emociono com tudo o que você escreve...é tudo tão claro,tão transparente,tão verdadeiro,tão real...tão VIDA!
O amor,a força,a luz...chama-se FÉ..."fé na vida,fé no homem,fé no que virá!" E você é simplesmente amor...pelas pessoas,pela vida!
Mil beijokas,e aquele abraço!
Fica com Deus!

Mirys + Guigo + Nina disse...

Amore:

Passei pra lembrar que hoje tem "projeto 10 on 10", lá no Diário! E eu sempre te espero e suas fotos!!! Quero ver meus "sobrinhos"!!!

Entre na brincadeira com a gente, faça 10 fotos em 10 horas do seu dia 10 e veja o seu dia "normal" de uma forma especial!!!

Bjos e bençãos.
MIrys
www.diariodos3mosqueteiros.blogspot.com